Web Radio Jesus Cristo Gospel: Saiba quais os tipos de câncer mais comuns em crianças e adolescentes

quarta-feira, 30 de março de 2016

Saiba quais os tipos de câncer mais comuns em crianças e adolescentes

O câncer infantil em estágio inicial costuma ser difícil de ser identificado, principalmente porque os sintomas muitas vezes podem ser confundidos com o de doenças comuns na infância.

O câncer é uma doença temida e que atinge grande parte da população mundial. No entanto, poucas pessoas sabem como identificar os sintomas (quando ocorrem), principalmente em crianças e adolescentes.
Embora rara entre crianças e adolescentes – atinge 1 entre 600 – o câncer é a principal causa de morte por doença em pessoas de zero a 15 anos. Nesse grupo, em apenas 10% dos casos é possivel associá-lo à genética.
O câncer infantil em estágio inicial costuma ser difícil de ser identificado, principalmente porque os sintomas muitas vezes podem ser confundidos com o de doenças comuns na infância, como viroses e resfriados.
Os sinais que todos precisam ficar atentos são os sintomas que permanecem, como hematomas sem explicações, nódulos e caroços, cansaço extremo, palidez, mudança na visão e nos olhos, febre sem associação com inflamações e perda de peso excessiva. Ao menor sinal de quaisquer um desses sintomas, deve-se imediatamente procurar um médico.
Para tornar o diagnóstico ainda mais eficaz, o Instituto Ronald McDonald desenvolveu o Programa Diagnóstico Precoce, que consiste em qualificar profissionais da saúde para que possam fazer o reconehcimento de sintomas de maneira mais rápida e assertiva, o que ajuda a diminuir o tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento.
“Desde o início de tudo, há 17 anos, sempre tivemos como principal objetivo aumentar as chances de cura do câncer em crianças e adolescentes. E é para isso que trabalhamos todos os dias: acreditamos que além dos projetos e programas que o Instituto Ronald McDonald apoia e desenvolve, é preciso levar informações para o maior número de pessoas, sempre”, afirma Francisco Neves, superintendente do Instituto Ronald McDonald.
“O câncer infantil e juvenil precisa estar nas pautas dos canais de comunicação e principalmente, nas conversas em família. Somente tendo informações é possível aumentar a chance de cura e diminuir a mortalidade de crianças e adolescentes”, finaliza.
Os principais tipos de câncer em crianças e adolescentes são:
-- Leucemia Linfocítica (ou linfoide) Aguda: LLA é o câncer mais comum na infância e representa 30% do total de casos.
-- Tumor de Wilms: pode afetar um rim ou ambos e é mais comum entre crianças na faixa dos 2 a 3 anos de idade. Representa de 5% a 10% dos tumores infantis.
-- Retinoblastoma: é um câncer que tem origem nas células que formam parte da retina, cujo sinal mais comum é o brilho ocular chamado de “reflexo do olho de gato”. Existem duas formas da doença, a hereditária e a esporádica. Costuma aparecer em crianças entre 2 e 3 anos de idade.
-- Neuroblastoma: é o tumor sólido extracraniano (isto é, fora do cérebro) mais comum nas crianças, geralmente diagnosticado durante os dois primeiros anos de vida. Ele pode aparecer em qualquer parte do corpo, mas é mais comum nas supra-renais e mediastino.
-- Rabdomiossarcoma: é o câncer de partes moles mais comum em crianças. O tumor tem origem nas mesmas células embrionárias que dão origem à musculatura estriada esquelética ou voluntária, ou seja, músculos que se prendam aos ossos ou a outros músculos.
-- Tumores do Sistema Nervoso Central (encéfalo de medula espinhal): são os tumores malignos sólidos mais comuns em crianças, ficando atrás apenas das leucemias e linfomas. Adultos tendem a ter câncer em diferentes partes do cérebro, geralmente nos hemisférios cerebrais. Tumores da medula espinhal são menos comuns que os de encéfalo tanto em adultos como nas crianças.
-- Tumores Ósseos Primários: são raros. O mais comum é o que o câncer dos ossos seja resultado de outro tumor que se espalhou e atingiu o osso. A despeito de raro, é o sexto em incidência nas crianças, sendo mais frequentes na adolescência. Os mais comuns são o osteossarcoma e o Sarcoma de Ewing.
-- Linfoma de Hodgkin: anteriormente chamado de doença de Hodgkin, é um câncer do sistema linfático (que inclui gânglios, timo e outros órgãos do sistema de defesa do organismo). O linfoma de Hodgkin pode atingir crianças e adultos, mas é mais comum em dois grupos, jovens adultos (dos 15 aos 40 anos, geralmente dos 25 a 30 anos) e pessoas acima dos 55 anos. É raro antes dos 5 anos de idade, mas entre 10% e 15% dos casos ocorrem em adolescentes e crianças com menos de 16 anos.
-- Linfoma não-Hodgkin: também tem origem no sistema linfático e são mais comuns que os linfomas de Hodgkin nas crianças, sendo o terceiro câncer mais comum entre crianças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário