Web Radio Jesus Cristo Gospel: 02 Ministro da Saúde: Ninguém vai ficar na miséria se cortar um pouco do Bolsa Família

terça-feira, 17 de maio de 2016

02 Ministro da Saúde: Ninguém vai ficar na miséria se cortar um pouco do Bolsa Família



Ricardo Barros (PP-PR) conseguiu desagradar governo e oposição. Tanto petistas quanto tucanos reclamaram da decisão dele de, como relator do Orçamento geral da União, cortar 10 bilhões de reais do programa Bolsa Família para o ano que vem. A quantia representa 35% do total previsto para ser gasto com o programa e, até então, tinha sido preservado pela equipe econômica de qualquer redução. O Bolsa Família atende 14 milhões de famílias, ou aproximadamente 50 milhões de pessoas, cerca de metade delas crianças e adolescentes. Neste ano, paga um valor médio de R$ 163,57 por família, e entre os critérios para receber está a renda per capita. Barros diz que o corte não vai deixar "ninguém na miséria", mas Governo e especialistas afirmam que a redução pode ter impacto no índice de pobreza extrema.

Esse corte proposto ainda não é definitivo. Depende das aprovações na Comissão Mista do Orçamento no Congresso Nacional e do plenário em uma sessão conjunta entre deputados e senadores. Além disso, o Governo ainda pode sugerir mudanças na peça orçamentária antes de seu julgamento. Mesmo assim, só a ameaça já foi capaz de assustar vários políticos.

MAIS
» Novo Ministro da Saúde declara que SAMU e Farmácia Popular devem acabar em agosto em todo o Brasil
» FHC diz que Dilma é honesta e ameaça deixar governo Temer
» Servidores Federais terão cortes de 13% no salário. Começou o governo Temer
» Novo Ministro da Justiça é ex-advogado do PCC e tem várias acusações

Nenhum comentário:

Postar um comentário