Web Radio Jesus Cristo Gospel: O que será da política, do mundo e da igreja?

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

O que será da política, do mundo e da igreja?


"Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus".


O que será da política, do mundo e da igreja?
O século XIX foi um século marcado por grandes apostas na capacidade racional humana. A certeza de que nossa racionalidade evoluiria cada vez mais e a confiança da humanidade em si mesmo. Um mundo que se descortinava a partir de inúmeras descobertas científicas, produções literárias que salientavam a superioridade e suficiência da razão. Existência!
Somos pura existência, puro agora, todos aprisionados nesta complexidade de ser e existir somente aqui e viver o melhor de nós essa realidade sem pensar no que está além de nós.
Esta é uma tendência que surge após inúmeras mudanças do mundo, e acredite, a Reforma Protestante foi o ponto de partida para a formação de grande parte da cultura moderna.

Professor Cria Curso Online p/ Bacharel Livre em Teologia com VÍDEO AULAS


Mas então, vieram as guerras. Elas demonstraram o absurdo do ser humano. Deram evidências da mensagem que há muito estava sendo ignorada: “Não há um justo, nem um sequer”. Homens sedentos por sangue, fazendo de tudo para defenderem seu pais e consequentemente suas famílias. Ditadores e líderes que sedentos por poder maquinaram as piores atrocidades já conhecidas na história por puro nacionalismo étnico. Resultado? Nações feridas, pais desgastados, falta esperança.
Mas as guerras acabaram. Um acordo de paz foi realizado. O mundo entra em um período de liberdade, paz, harmonia. A esperança renasce a visão de que tudo pode ser diferente. Superamos nossas ambições. Podemos viver um mundo melhor. O mundo cantou: We are the champions, com o Queen.  O mundo cantou We are the world, com Michael Jackson e mais uma coleção de cantores excepcionais.
Eruditos de diversas áreas de pensamento nomearam o século XX como a “Era das incertezas”. Nós, do século XXI seguimos no mesmo trilho e acho que na verdade ultrapassamos e muito as incertezas do século XX. Podemos dizer que ainda estamos no mesmo caminho de 100 anos atrás. Incertos quanto ao futuro, quanto as causas de fenômenos do presente, quanto às ideologias e quanto às estruturas sociais. Esta nomenclatura, “era das incertezas”, é uma contraponto em relação ao século XIX, a era das grandes convicções.

Breve descrição do jeito de ser no século XXI

Passamos a questionar as situações até então nunca questionadas. A filosofia clássica, medieval e moderna fez muitos questionamentos quanto a Deus, o Homem, a Vida e diversas outras áreas. Hoje, ainda continuamos a questionar. O que é o ser humano? O que é o gênero no ser humano? As estruturas que até então eram firmes em definir sua cosmovisão, tornaram-se frágeis e questionáveis. O que é a família? Qual a função dos pais? Por que devo confiar no Estado? Estamos sozinhos no mundo? Por que eu deveria crer em Deus ou por que não deveria crer em Deus? Talvez se questione tanto, que já chegou a questionar a própria verdade.
Na nova geração, cada um tem a sua opinião, não importa o quanto ela pareça ilógica ou sem fundamento, porque pessoalmente ela é lógica e verdadeira e ninguém vai tirar isso. Quem define a verdade sou eu, exclusivamente eu. A liberdade do indivíduo o libertando de uma vida regida por princípios e regras que não foi ele mesmo quem definiu. A Bíblia é antiquada, o discurso conservador da política é ultrapassado, a visão mais tradicional é reconhecida pejorativamente de fundamentalismo. Esse é o pensamento do mundo hoje.
Tsunamis, terremotos, furacões. Por que isso aconteceu nessa escala? Você já deve ter se perguntado. Haverá uma terceira guerra mundial? Rumores sobre ciberataques russos ao EUA. Os extremistas islâmicos assustando o mundo com seus ataques terroristas e é impossível saber quando e onde. As previsões são difíceis de serem feitas hoje por tamanha complexidade na dinâmica da vida.

Bíblia, tecnologia e estatística

Então, leio em um site internacional uma matéria sobre Os versos bíblicos favoritos de 88 nações. Esta pesquisa foi realizada através de estatísticas colhidas da utilização de um aplicativo chamado YouVersion (Bìblia, na Play Store). Foram avaliados destaques, anotações e compartilhamentos feitos no aplicativo.
O que impressiona é que dentre inúmeros textos o mais destacado foi o texto Romanos 8.28:
E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
O apóstolo Paulo, inicia o capítulo 8 descrevendo a natureza da vida cristã justificada. A ausência da condenação, a liberdade da lei do pecado e da morte, a vida guiada pelo Espírito e a testificação de uma nova natureza experimentada pelo Espírito. Somos adotados como filhos de Deus. O que Paulo escreve é uma reflexão teológica sobre os efeitos da justificação pela fé na vida do converso. Em seguida, segue para a prática dessa realidade ao escrever sobre a vida glorificada pelo Espírito e a visão das dificuldades cotidianas como incomparáveis diante de tudo o que será manifestado por meio do novo viver pelo Espírito:
Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada. (v. 18)

Todas as coisas cooperam para o bem

As situações experimentadas na vida do justificado não se comparam com a glória que há de ser revelada nele. A glória é uma herança com Cristo de sofrimento, mas também de glorificação. Esta expectativa não é apenas um sentimento particular do seu coração, mas um sentimento de toda a criação. Uma expectativa de uma natureza glorificada. Um futuro melhor do que aquele que você não é capaz de enxergar diante de um mundo de confusões e incertezas.
Mesmo fazendo parte desta era de tanta incerteza, você não precisa fechar seus olhos e aguardar o pior. Pode confiar na esperança que está reservada para você por meio de Cristo. Pode se manter mais vivo do que nunca aguardando o futuro reservado por Deus, um  futuro suficiente e agradável para você. Em uma era de incertezas são muitos os que anulam suas expectativas por não saberem ao certo o que será da política, da ciência, da moralidade, da religião, da economia e da família.
O que será? Esta pode ser a pergunta que você constantemente faz para si mesmo ao ler uma nova notícia. Mas só precisa se lembrar de que, segundo as Escrituras, você que foi justificado pela obra de Jesus Cristo, que está experimentando uma nova vida pelo Espírito e na esperança de uma vida eterna com Deus, não deve se desesperar quanto ao futuro, mas viver a cada novo dia com a certeza de que: “Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário